domingo, 24 de julho de 2011

Despedida dolorosa!

Eu lembro das estrelas no céu naquela noite,
E lembro de todas as coisas que eu queria dizer!
Minhas lágrimas tomaram o lugar das minhas palavras!
E eu só conseguia te abraçar e chorar...
As palavras furiosas que vieram de lugar algum, sem aviso,
Que roubaram o momento e me forçaram a dizer para ir embora!
E você parado lá na porta, chorando, assim como eu!
Enquanto abraçados ficamos!!!
E eu imaginando se algum dia você voltaria...

Eu não queria te abandonar,
Não queria ser abandonada por você...
Eu não queria te perder,
Eu queria acreditar que você ficaria...
Queria acreditar que longe não estaria!
Eu descobri que não há ponto fraco na minha fé!
Eu fui trazida aqui pelo poder do amor...
A graça do amor me faz acreditar em nós dois!

E eu lembro que mesmo com a estrada, não era um motivo de separação!
A distância apenas fazia aumentar a nossa vontade... 
Vontade de nos encontrarmos cada vez mais!
Simplesmente parecíamos não conseguir mudar os nossos carros de direção!
Até que, na distância, ficamos como um tesouro perdido...
Uma cabine telefônica que simplesmente não conseguia ser achada.
E eu parada aqui na porta esperando...
Aquela mesma porta em que juntos choramos e nos abraçamos!

Aquilo foi apenas um instante no tempo...
E um instante que nunca esqueceremos!
Um instante que eu nunca deixarei para trás!
Um instante que eu gostaria ter "congelado"...
Ter feito o tempo parar ali... somente eu e você!

Quando houver dúvida, você deve se lembrar do que eu disse:
Que AMO suas qualidades e defeitos, seus gestos e olhares,
Que ao seu lado e em seus braços, me sinto PROTEGIDA!
Que AMO você por inteiro! 
Que simplesmente é perfeito mesmo com seus defeitos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário